Com o slogan Vínculo Consciencial e Colheita Evolutiva Grupal, o 31º Congraçamento das ICs realizado no dia 08 de dezembro de 2019, no CEAEC, contou com 338 participantes presenciais no Tertuliarium, 55 online e 351 visualizações do vídeo após o evento.

A confraternização começou no dia 1º de dezembro comemorando o Dia do Voluntariado. No sábado, 7 de dezembro, houve o Círculo Mentalsomático sobre o tema Interação Autoproéxis – Proéxis Grupal e Areópago Conscienciológico. No domingo, dia 8 de dezembro, realizou-se a Prova Geral da Conscienciologia.

Uma novidade trazida foi o apoio ao projeto da Interpares: em vez de receber um presente, os voluntários foram convidados a fazer doações de dinâmicas, laboratórios, cursos, livros, dinheiro entre outros objetos que possam ser úteis a outros voluntários.

Malu Balona, representando o Colegiado da Conscienciologia, lembrou a fundação do Centro de Consciência Contínua no dia 06/09/1981, no Rio de Janeiro e agradeceu a equipe de amparadores pela colheita evolutiva.

Editares e Assinvéxis, que completaram 15 anos, foram homenageadas. Os coordenadores Guilherme Kunz e Flávio Camargo que encerram o biênio, enfatizaram que a comunidade está escrevendo cada vez mais, expuseram as pontoações assistenciais e agradeceram aos leitores dos 5 Continentes. A coordenadora da Assinvéxis, Flora Miranda, explicou que a IC estava brindando os voluntários com uma muda da flor lírio do Zéfiro ou lírio do vento, agradeceu ao prof. Waldo Vieira por ter criado e incentivado a aplicação da técnica da inversão existencial e ao apoio de 8 ICs, serenões e evoluciólogos que acompanham os trabalhos dos inversores.

Pontual e encorajador foi o discurso da secretária geral da UNICIN, Polyana Colucci, que lançou metas desafiadoras para 2020: “E que venha 2020, com metas desafiadoras, quem sabe 1000 amigos da Enciclopédia; 1000 verbetógrafos; 300 pesquisadores participando da Prova Geral da Conscienciologia; 100 autoverbetes; completismo grupal nos 12 desafios anuais de 100% de ocupação dos Laboratórios Conscienciológicos de Autopesquisa, não só no CEAEC, mas na CCCI. E aí, vocês topam? Ficam as sugestões.” A resposta veio ‘em coro’ e bom tom, firmada pelos voluntários presentes, aceitando o desafio!

Compartilhe:

Jornalista e graduada em letras, funcionária pública e voluntária da Comunicons e do Jornal da Cognópolis