24.5 C
Foz do Iguaçu
sexta-feira, dezembro 3, 2021

Saiba +: O Que é Conscienciologia

Must read

Jair Rangel
Jair Rangel nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais. É jornalista e doutor em Comunicação pela UFRJ. Coordena o Conselho de Intercomunicação da UNICIN. É voluntário e tenepessista da Conscienciologia desde 2015. Contato: intercomunicacao@unicin.org

Conscienciologia é a “Ciência que estuda a consciência de modo integral, holossomático, multidimensional, multimilenar, multiexistencial e, sobretudo, conforme as suas reações perante as energias imanentes (EIs) e as energias conscienciais (ECs), bem como em seus múltiplos estados de manifestações pensênicas” (Waldo Vieira).

A neociência Conscienciologia se dedica ao estudo da  consciência, também denominada de individualidade, eu, ego, self. 

A Conscienciologia transcende a abordagem materialista das linhas científicas convencionais, propondo o desafio teórico e prático (teático) de percepção e análise da realidade íntima sob neoperspectiva racional, técnica, abrangente e universalista.

Através de diversas especialidades, a Conscienciologia aborda a projeção da consciência (saída para fora do corpo), as múltiplas vidas, o holossoma (vários corpos de manifestação da consciência), as bioenergias, a multidimensionalidade, a cosmoética dentre tantos outros temas parapsíquicos e evolutivos.

O paradigma científico vigente tem se mostrado incompleto quanto ao estudo da consciência e suas manifestações. Portanto, é razoável que este modelo seja refutado e quando necessário substituído por uma alternativa mais ampla.

Neste contexto, surge a Conscienciologia, proposta pelo médico, odontólogo, lexicógrafo e pesquisador brasileiro independente Waldo Vieira (1932 – 2015).

Evolução e parapsiquismo

parapsiquismo é a tendência evolutiva da consciência extrapolar as limitações somáticas ou neuropsíquicas para alcançar maior discernimento perante a realidade multidimensional através do uso consciente das potencialidades dos outros veículos de manifestação e maior domínio bioenergético. Não podem entrar nesse tipo de manifestação a manipulação, exploração de outras pessoas e qualquer outra ação anticosmoética.

Os fenômenos parapsíquicos – a parafenomenologia – estão presentes entre as consciências há milênios. Não dependem de orientação religiosa, status, inteligência. É algo que a consciência desenvolve (alguns mais outros menos). Entender que os fenômenos parapsíquicos são universais e conectados às nossas energias é entender o processo de desintermediação. Neste caso, ao assumirmos nossos potenciais parapsíquicos com o foco na evolução consciencial – nossa e da holocarmalidade -, abandonamos velhos hábitos religiosos, políticos, belicistas, etc.

A desintermediação liberta a consciência de “atravessadores” da religião.

Princípio da Descrença

A neociência Conscienciologia propõe o megadesafio do Princípio da Descrença, no qual o pesquisador se recusa a aceitar qualquer conceito de modo apriorista, dogmático, sem demonstração prática ou reflexão demorada.

Sob esta proposição, a Conscienciologia demarca a sua diferenciação de outros sistemas de ideias ou linhas do conhecimento convencionais, a exemplo das religiões, crenças e misticismos em geral baseados na fé hermética.

Princípio da Descrença

Não existem verdades absolutas perante a consciência. Todo conhecimento tende a evoluir, a avançar. Tudo o que envolve o estudo da consciência é passível de pesquisas e discussões, constituindo-se as verdades relativas de ponta (verpons).

Paradigma Consciencial

Paradigma consciencial é a Teoria-líder da Conscienciologia fundamentada na própria consciência. O paradigma aborda a consciência a partir das seguintes premissas básicas:

  • Holossomática: admite a existência do holossoma (holo + soma), ou seja, o conjunto de corpos ou veículos de manifestação da consciência formados pelo soma ou corpo físico; energossoma, o corpo das energias, também conhecido como holochacra; psicossoma ou corpo das emoções e mentalsoma, o corpo do discernimento.
  • Bioenergética: assume a existência e a aplicação lúcida das bioenergias através do energossoma (energo + soma: corpo energético formado pelo conjunto de chacras), levando em consideração as influências das energias imanentes e conscienciais muito além das percepções cerebrais registradas a partir dos sentidos físicos.
  • Multidimensionalidade: a consciência se manifesta em múltiplas dimensões e cada veículo se manifesta em uma dimensão. Portanto, através do domínio voluntário das projeções conscientes – experiências fora do corpo – projetor tem a oportunidade de comprovar essa realidade, pois está em contato direto com inúmeras dimensões e realidades não-físicas.
  • Serialidade: sustenta o princípio de que a consciência é multiexistencial e multimilenar, ou seja, a personalidade se submete à serialidade de existências ou múltiplas vidas humanas em série, intercalando com períodos chamados intermissivos, ou seja, entre as vidas humanas.
  • Cosmoética: tem por filosofia moral a cosmoética ou moral cósmica – um princípio mais amplo que a moral humana – que leva em consideração as múltiplas vidas, ou seja, as nossas múltiplas relações interpessoais nem sempre positivas; os diferentes veículos de manifestação, levando em consideração a qualidade dos nossos pensamentos, sentimentos e energia e suas repercussões.
  • Universalismo: o conjunto de ideias derivadas da universalidade das leis básicas da Natureza e do Universo, que através de todos os campos de pesquisa envolve o microuniverso das consciências, expandindo a partir dela para o Universo, onde estão todos imersos. Diante dessa premissa, perde o sentido do apego aos bairrismos, nacionalismos exacerbados, preconceitos de todos os tipos, fronteiras entre países.
  • Autexperimentação: embasa a pesquisa da consciência a partir da autexperimentação. A Projeciologia é considerada a parte prática, experimental, da Conscienciologia, pois o fenômeno da projeção consciente é a ferramenta mais importante para o estudo da consciência.
- Advertisement -spot_img

More articles

- Advertisement -spot_img

Latest article